Voltar
- não permitindo que os animais passem o desconforto e sofrimento pela ação dos parasitos internos e externos.
capim em quantidades adequadas.

- alimentando-os nas pastagens, tendo como única suplementação os minerais e microminerais não encontrados no

propriedade ao longo de sua existência:
animais possam manifestar seu potencial genético com os recursos naturais disponíveis na
Manejo Racional (alimentar e sanitário): Consiste em dar condições para que os
Se somarmos a perda de cada um dos animais sobreviventes, por estarem prontos para o abate por volta dos 4 anos, Fêmeas que tem sua 1ª cria também próximo dos 4 anos, veremos que o tempo adicional (Pasto, Mão de Obra, Vacinas, Remédios) além do total de carne não produzida, é muitas vezes superior (em peso e valor) à perda de todos os animais que morreram.
A fome, os parasitos internos que consomem grande parte da energia / proteína ingerida pelo animal, as diarréias que comprometem parcialmente seu intestino, impedindo o animal de aproveitar integralmente todo alimento ingerido pelo resto de sua vida; Além dos parasitos externos (Berne, Mosca e Carrapato) que causam imenso mal estar, fazendo-os sentir dor, e gastando grande quantidade de energia nos movimentos para espantar ou tentar tirar de seu corpo tais parasitos.
Os pecuaristas estão acostumados a contar como prejuízo somente as mortes, mas se esquecem de contar as perdas parciais que são causadas a cada animal que sobrevive aos parasitos usando somente a resistência propiciada pelo grupo racial a que pertence (Zebuínos).
Fome ou Parasitos (Bactérias, Vírus, Vermes, Mosca do Chifre, Berne e Carrapatos), não são característicos ou exclusivos de animais cruzados. Estão por todas as regiões do Brasil e atacam indistintamente todos os animais que se movem pelo ambiente (nós inclusive). Dessa forma, se não combatidos a tempo, e adequadamente, causam perdas maiores ou menores dependendo da época do ano, da intensidade do surto, e do grau de resistência orgânica que cada animal apresente em um determinado momento. A experiência que temos em nossa propriedade, mostra que todos animais de um determinado lote são passíveis de ser atacados por parasitos, independente da raça que se originam (Zebuínos ou Taurinos), e se não combatidos a tempo perdem peso, adoecem, ficam fracos e podem morrer (diarréias, anemias e também vitimados por doenças advindas dos carrapatos caso os mesmos estejam infectados com os parasitas da Babesia bigemina, Babesia bovis e Ana plasma marginale).
Manejo (conceitos)