Voltar
- As que abortam, estão muito magras ou desmamam filhos fracos, são descartadas.
- Vacas com bezerro ao pé, somente são tocadas na desmama;
- Toque em todo lote após 90-120 dias do repasse com Touros, se Vazias são descartadas;
das que não manifestaram o cio no manejo de inseminação.
pé, (a partir de 60 dias do parto). Após os 30 dias (inseminação) são colocados os Touros para eventual repasse ou cobertura
são observadas para manejo de inseminação durante 30 dias, e inseminadas em dose única, inclusive vacas com bezerro ao
- Se houver restrição alimentar (pouca pastagem) as fêmeas (novilhas ou vacas) são colocadas com Touros; caso contrário
- Fêmeas são encaminhadas para Lotes de Inseminação ou Monta a partir dos 270kg de peso, não importando a idade.
- Vacinação de Leptospirose (a cada 6 meses) nos Machos e Fêmeas em idade reprodutiva.
- Vacinação de Brucelose dos 3,5 aos 8 meses (Fêmeas).
- Não temos Estação de Monta (nascimentos, coberturas ou inseminações, durante todo ano)
Observação importante: Se magreza causasse infertilidade, o nordeste brasileiro e alguns países da África apresentariam a menor taxa de natalidade do mundo. Temos experiência neste tipo de situação. Nesta ultima seca, tivemos 3 lotes de vacas com bezerros ao pé, que passaram toda a seca com pouquíssima pastagem, tivemos que alimentá-las (set/out 2.004 e 2.005) a cada dois dias com cana picada (no pasto). A cana não foi dada para engordar, e sim para evitar que ficassem muito fracas e morressem. Ao desmamar seus bezerros (novembro / dezembro / janeiro), tivemos uma grande surpresa, tocados os 3 lotes apresentaram: 5 vazias para 190, 3 vazias para 178, 15 vazias para 374 (ver em que condições de pasto, e de escore corporal com bezerro ao pé isso foi conseguido)
Touros / Sêmen: Escolhidos de forma que o choque de sangue seja o maior possível, ou seja: preferencialmente de uma raça diferente das fêmeas que irá cobrir. Se vacada nelore, qualquer taurino puro produzirá filhos de maior peso, do que os que produziriam os touros Nelore. Observar ainda, que a medida que o sangue Zebuíno aumenta, a precocidade física e sexual diminui. Se a vacada for F1 ou F2 e os machos não forem Nelores ou não pertencerem a uma raça Taurina Adaptada, o risco dos filhos nascerem com excesso de pelos deverá ser seriamente considerado.
Não permitimos que fiquem parasitados (vermes internos) e que a quantidade de moscas e carrapatos passe a causar desconforto nos animais. Vale observar que nosso intervalo entre partos nos primeiros anos, se situava na faixa de 17 a 18 meses, nos últimos 3 anos caiu para 12 a 13 meses.
Nunca deixamos faltar suplemento mineral, carência mineral causa desequilíbrio hormonal: Nossa experiência mostra que uma fêmea com bezerro ao pé, poderá até estar magra (não esquelética), que ainda assim apresentará cios férteis (desde que não sofra carência mineral).
Manejo Reprodutivo